9 de nov. de 2021

 De tantas

ausências e caminhos perdidos Aqueço os pés Um passo de cada vez Esfrego as mãos para que o universo dê as cartas.

2 de nov. de 2021

 Espaço-tempo

que me proteja De quantas ações você precisa para formar uma partida?

Camila Karina

23 de out. de 2021

 Acendi uma vela

Pela minha própria chama

Está que não se apaga pelos ventos.
Pelos céus e clarões
Me declaro livre

20 de out. de 2021


Os fatos Retalhos Relatos Personagem da minha história A romântica, antiquada até Eu mesma O filme que passa é aquele que não fiz Onde está meu monstro?

26 de mai. de 2021

 Desde o dia um

Não sai do lugar

Parei

Respirei

Me aprisionei

Hoje é o primeiro dia. 

Me libertei. 



Camila Karina 

23 de mai. de 2021

 Quem diria ?

Eu não diria

Que tudo me enganaria 

Que esse era um conto 

Do vigario

Ordinário

E de luz 

Nada teria 

Quem diria?

E todos disseram 

Mas preferi escrever 

Esse conto com cenário.


Camila Karina








14 de abr. de 2021

O óbvio
O espontâneo
O clichê
Chega de grandes falas
O simples ato
É fato
Marca
Mostra
Sente 

11 de mar. de 2021

 Exorcizar

Desapegar

Se libertar

Do lado de dentro

Existe a chave

Girei. 



Camila Karina

28 de fev. de 2021

 Do pedir

Sentir

Medir

Não há métrica

Nem intenção

Valído quando é de coração



Camila Karina 

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.