29 de abr de 2012

‎"De tanto olhar para longe,
não vejo o que passa perto,
meu peito é puro deserto.
Subo monte, desço monte.

Eu ando sozinha
ao longo da noite.
Mas a estrela é minha"

Cecília Meireles

27 de abr de 2012

São versos, detalhes, olhares, guardados. Mais para o lado esquerdo, é o caminho que se faz justiça dentro de nós. Meu erro é sonhar? Errado. O que segue são notas, laços, lembranças na corrente, logo em frente e atrás de nós, os rastros, fatos, que traçamos e deixamos. É um erro reviver? Errado. Vive-se a consequência, o bem estar, a tranquilidade e agonia. Revive-se, renova-se. A visão é futura, de certa altura que ninguém enxerga, só experimenta na aventura. É errado ficar parado. O tempo é na próxima esquina, mais para o lado esquerdo. Ali onde tudo se encontra.

Camila Karina

26 de abr de 2012

Quando ouço alguém
 que fala : - amor acaba! 
Para mim, soa como piada
Amor é para sempre
Na pele, na veia, 
coração e mente


Camila Karina

25 de abr de 2012

Salvo-guardo
uma canção
Salvo-guardo
um coração
Salvo e guardo
E a emoção?


Camila Karina
A distância que impede
de chegar até ti
me deixa um espaço
nas palavras, que te beijo,
te abraço à vontade
Isso é saudade. 




Camila Karina
Os reflexos dos espelhos 
da convivência nem sempre
refletem  nossa verdade
mas um laço puído 
que vira pó




Camila Karina


*Há pessoas e pessoas, mas muitas delas, com mais defeitos execráveis do que qualidades admiráveis

23 de abr de 2012

Nossa cumplicidade é a mesma
Nossa afinidade é a mesma
Nossa confiança é a mesma
Mas não somos mais os mesmos


Camila Karina 

22 de abr de 2012

Se é de praxe termos na vida vários "e se.." 
Muitos dos que tenho, são teus e contigo


Camila Karina

21 de abr de 2012

De todos que me cercam, de todos que especulam e tentam inutilmente afirmar quem sou. Você me lê, desvenda e conhece desde sempre. Nem precisei dizer meu nome. Minha alma você já conhecia. As vezes acordo pensando no intervalo de tempo que a vida nos deu. Se existe um reencontro qualquer dia. Porém, nosso ponto é não perder a linha.

Camila Karina

19 de abr de 2012

O que se espera da corrida é a chegada
O que se esquece da corrida é o suor, o cansaço
a luta, o esforço e determinação
Ninguém lembra quando foi dada a largada
Só se pensa na chegada
E no que se espera


Camila Karina
Do fim 
que faço o início
do nosso encontro


Camila Karina

17 de abr de 2012


A natureza sempre me recebe com grandes luzes
E eu sempre a recebo com um sorriso nos olhos 


Camila Karina

15 de abr de 2012

Na ilha das ideias 
encontro refúgio nos olhares
De ti para mim
De mim para ti
É quando nos encontramos
e ficamos na realidade instantânea  
das impossibilidades


Camila Karina



13 de abr de 2012

Dos pesos nos olhos
para uma caminhada lenta
E aquela sensação de que
a boa conversa foi interrompida
no meio do caminho.
Era um sonho bom
mas o dia chama


Camila Karina

11 de abr de 2012

Deste um, entre vários sorrisos fáceis, algumas palavras, algumas ideias, e a partir dali, eram chamas. 
Chamas que foram domadas por este escudo de guerreiro que carregas, com honra e respeito. Vide fidelidade. 
Sem escudos nesta batalha, me perdi entre vários sorrisos, algumas palavras e ideias
Gosto de pensar que você também se perdeu, logo ali.
(E que continua perdido, até aqui)

Camila Karina


*Ah platonices...

9 de abr de 2012

Se apropriam quase indevidamente da descrença como uma bandeira lançada ao vento. Se rebelam quando as evidencias refletem os suspiros de esperança. Alguns segundos do seu tempo, do meu tempo, se unem por um mesmo motivo: o conhecimento mútuo. Traçam caminhos invisíveis com sorrisos tímidos que deixaram suas mensagens no olhar. A invasão também é mútua, prefiro pensar assim. Me deparo com grandes espaços que a lembrança acalma. Ouvíamos barulho, ouvíamos palavras, ouvíamos um ao outro. Era música ou coração?

Camila Karina

8 de abr de 2012

Se ao lado
o espaço é vazio,
este já tem dono
Se a solidão
lhe parece a companhia
mais gentil, recebe-a
Evita o dano
Almeja alto
Acredita no sonho


Camila Karina

7 de abr de 2012

Se és capaz de contar quantas
gotas de chuva caem e se espalham
por variáveis lugares
És capaz de contar o tempo
Se não, 
Vive. 

Camila Karina

5 de abr de 2012

O que estava perdido,
é encontrado
e não é seu
Se encontro
não é meu?
E quem te encontra
se perdeu?


Camila Karina

4 de abr de 2012

É nessa avalanche de ideias, fatos e sonhos que me afundo 
para emergir cada vez mais verdade
de mim mesma 

Camila Karina



*Sonhadora, sempre! 

3 de abr de 2012

A cada passo
ultrapasso
até chegar  em algum lugar
que por vezes
 passa despercebido
aos olhos
 que observam
que julgam
que miram
que brilham
chegam
 descansam
no cenário
do olhar 

Camila Karina

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.