25 de set de 2012

O que você torna sagrado
está condenado 
a ser lembrado
não pela santidade
 mas pela hostilidade
Um sacro pântano

Camila Karina
Acaricía, aquece, exalta, acende, acalma. Pisa, contorce, distorce, queima, fere. É a roda viva do coração partido



Camila Karina
A duras penas é aprendido o que se deve dar peso ou leveza
 Sou péssima em equilíbrio

Camila Karina

24 de set de 2012

 A ponto de explodir em mil pedaços de vidros verbais
Desses que cortam profundamente e deixam cicatrizes

Camila Karina
De que vale tanta sede se bebemos com desespero
até nos afogar?

Camila Karina
Calo
Consinto
porque sinto
um espaço
largo
entre a palavra 
e o fato
O que mais vou merecer?

Camila Karina

23 de set de 2012

Somos nós que fazemos os dias serem especiais? Porque dar este poder ao outro? Se nós podemos escolher dias e momentos especiais, poderá ser declarado também aquele momento não especial. Especialmente ferido.

Camila Karina
A diplomacia polida, que agora é sagrada
Torna minha raiva sagrada
Os baixos tons para a discrição, que agora são sagrados
Tornam minha raiva sagrada
Os disfarces, as falas formais, que agora são sagradas
Tornam minha raiva sagrada
Sacramentada pela percepção
Se minha presença invísel é profana
que minha raiva sagrada tenha voz e chama

Camila Karina

14 de set de 2012

Pelo sim
Pelo não
Sempre temos alguma luta
Mas o fim da estrada é puro deleite
de toda jornada

Camila karina

11 de set de 2012

Tudo e mais
o quanto puder
seja lá o que for
com toda essa ternura
que me inunda de tantos
você,
Agradeço.

Camila Karina

10 de set de 2012

Somos linhas. Todos compostos por linhas que se cruzam, que dão nó, que cortam, que se prendem. Linhas de força, linhas de separação, linhas de segurança, linhas paralelas. Essas mesmas linhas estão no mesmo sentido, aquele não previsto. Ninguém se mantém  na linha ou quando mantém, a linha muda o curso. E que cria um laço e forma o que é belo e real, sem curso, só pulso.

Camila Karina

8 de set de 2012

Tropas em retirada. Posição de defesa. Olhares atentos ao redor. Todo o zelo tem seu preço. Escudos em baixa, é tiro no peito, direto para o pulmão, causando travas na respiração. Os olhos que ardem são minas de lágrimas. Estas não servem para implosão. Todo zelo tem seu fardo, mais um passo à procura da compreensão.

Camila Karina

5 de set de 2012

Era tudo tão distante
Agora é tudo tão real
Tudo é detalhe
Nada é banal
Como um olhar profundo
Sorrir é natural

Camila Karina
Desconsidero as horas passadas, mas não o tempo vivenciado. O fluxo de ideias, considerações e variáveis convergem para algum filtro da emoção. E quanto mais o tempo passa, observo o ir e vir da sinceridade, que tem seu próprio rumo e missão. 

Camila Karina

4 de set de 2012

O fato está adiante. O acaso está no instante. Se tempo é capaz de ser o juíz de conhecer um ao outro, o que fazer com as sensações, sentidos e intuições? A imaginação não tem limites diante dos desejos, ainda mais, diante dos ímpetos de raiva. A ingenuidade da esperança na crença de conhecer o outro, nos leva a suposições, interpretações erroneas que cavam pequenos buracos de dúvidas. O que nos resta? Confiar no que sentimos, mesmo com sobreposições. O amor não mente. Ah! Como é raro encontrar o amor...

Camila Karina
Todas minhas feras a postos! 
Em posição de defesa e ataque fulminante

Camila Karina

3 de set de 2012

Tic tac
Tic tac
É o relógio da saudade
que acelera e não tem hora certa
Toda hora é hora
quando desperta
Despertador
quando saudade aperta

Camila Karina
Quando uma pessoa se propõe a empurrar duas pessoas para algum buraco, ela esquece que mesmo se as duas pessoas caírem, cairão juntas, e esta pessoa, continuará sua peleja inútil, sozinha.

Camila Karina

1 de set de 2012

Todos os atos, sentidos, precedentes a  lágrimas, nós na garganta de fúria, tristeza e a perda de esperança, serão recompensados por um sonho, que está aquém de nosso desejo. Porque nós ainda não aprendemos a sonhar desprendidos de vaidades e egoísmos, mas a recompensa existe. 

Camila Karina

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.