30 de jun de 2011

Precisamos errar quantas vezes forem necessárias
Erros também carregam simplicidade
O que nos desperta são os mistérios
Atos programados são como flores artificiais
Sem perfume, sem vida
Seja errante
Se pararmos pra pensar
O que nos guia em travessia
É uma mistura de calmaria e euforia


Camila Karina
Ao apreciar a natureza que chegava serenamente aos meus olhos
percebi o quão somos presenteados pelos espelhos dos rios
pela imponência das grandes árvores e suas cores
que dançam numa sincronia perfeita
Quem disse a perfeição não existe?
Está diante dos nossos olhos
Todos os dias


Camila Karina

29 de jun de 2011

Vi uma pequena chama
Ouvi pequenas pulsações
Eu poderia estar sentada
e esperar o sol brilhar 
até meus olhos perceberem
Mas aquela pequena chama 
fez com que abrisse meus olhos
para olhar adiante
Aquela pequena pulsação
Me deu um aviso 
que não tem explicação
Sem dúvida "menos é mais"
Até pro coração


Camila Karina
Tenho tido um certo encantamento por tuas ideias
justamente por elas ainda me serem mistérios
que me instigam a desvendar cada uma delas
É diversão, tens razão!

Camila Karina

28 de jun de 2011

Se prezamos tanto pelo livre arbítrio,
Por que não dar liberdade às sensações?

Camila Karina
É no mistério das palavras que se encontram algumas respostas
As que não chegam até nós com palavras
Chegam pelos sentidos

Camila Karina

27 de jun de 2011

- Sim, incorrigivelmente romântica
- Pretende fazer algo para corrigir isso?
- Não, obrigada. Com acertos e erros, estamos todos rendidos
- À que?
- Ao motivador de grandes mudanças, o amor.


Camila Karina
Não compreendo o momento 
que pude permitir você interferir
em algum pensamento meu
É uma grande ironia
não saber se estamos em sintonia
O que você está pensando?
O que você diria?

Camila Karina

26 de jun de 2011

No vão que se abre com as indiferenças, tudo que se busca são os facilitadores. Ledos enganos. Busca-se a raiva, a fúria, a mágoa, o poder inebriante de tais venenos da efemeridade. Tolos, nós, pobres seres humanos em busca de um lugar ao sol, ao entardecer e à noite. Queremos todos os lugares e esquecemos da acolhida. A acolhida singela como a de uma criança que abraça seu brinquedo favorito com zelo e sorri. Fecha os olhos e não lhe sobram espaços de amargura. Não é à toa que dizem para cultivarmos a criança que fomos. O tempo se esvai e a acolhida acompanha paralelamente. Somos brinquedos sem suas crianças e fatalmente a maneira de suprir o vazio é o caminho inverso e turvo. Vi um pequenino acariciar seu cão com tanto amor e por segundos observei. Quis ser aquele cão. Egoísmo meu. A mensagem real é para que eu tente acolher os meus como a criança o fez com seu cão. Não somos de todo bichos e nem de todo humanos. Existe a acolhida no meio dessa  transformação, escondida em alguma lugar. Como uma bela lembrança de infância. 

Camila Karina

*Texto dedicado à  criança, "neta", Clarice, que sempre me lembra da acolhida

25 de jun de 2011

Ao invés de  "um abraço" ou "beijo", gostaria de assinar em algum escrito pra ti apenas: "Um sorriso"

Camila Karina

Não precisamos de grandes olhos para ver melhor. Por vezes a adversidade, outras a tranquilidade. É questão de sorte ou merecimento? Depende exclusivamente do ponto de vista e em que você acredita. 


Camila Karina
O silêncio definitivamente fala muito e diz muitas verdades que não percebemos no meio de tantos ruídos causados por nós mesmos


Camila Karina

24 de jun de 2011

São tantas pessoas que vemos todos os dias. Que passam por nós, deixam energias. E de repente, você enxerga uma delas. E não sabe lidar com isso. E também se diverte. É o que chamo de novo olhar na mesma janela. É um novo tipo de observação para gestos, expressões, comportamentos. Também chamo de curiosidade humana. Status: observando você. 

Camila Karina

23 de jun de 2011

Como você pode ter parado aqui
no meu pensamento, sem convite, sem aviso?

Camila Karina
Pela porta da frente
a serenidade anuncia: 
Ao redor tem leves almas
Tem harmonia

Camila Karina
Na força do silêncio
Na força do pensamento
A vontade do destino
alheia a nossa percepção
Que tudo se convirja
Para o bem de nosso coração


Camila Karina 

21 de jun de 2011

Não cortarei mais suas asas
querido pássaro
Não o prenderei mais
querido pássaro
Voe livremente
E retorne se assim for
Volte livre
Por suas próprias asas
Querido pássaro
chamado amor

Camila Karina

20 de jun de 2011

Sê coração
e terás respostas
Sê fé
e terás o tesouro
da paz
Terás tudo
Terás força
Uma eterna aliança
de amor por ti mesmo
Que acoará ao longe
e trará sem demora
frutos de tua própria estória

Camila Karina
Foi até a porta e observou sua partida. 
Ele levava uma mala cheia, sinal de viagem longa e demorada. 
Ela esperou alguns dias na porta
Outros dias na cadeira
Na cozinha
No quarto
Deitada na cama
De olhos abertos
Quando percebeu que certas viagens só precisam de paciência e mais nada
O bater na porta, o tocar da campainha acontecerá
Nem que seja para avisar que a viagem dele foi bem sucedida e tudo corre bem
E neste meio tempo
Nossas vidas também fizeram boas viagens


Camila Karina
Meu caro coração
te encho de cuidados
Meu caro coração
te encho de amparos
Meu caro coração
o que pretendes
é raro


Camila Karina

19 de jun de 2011

Se todas minhas ilusões virarem pó
Desejo que elas sejam fênix
E que ninguém me tire
o direito de sonhar


Camila Karina

17 de jun de 2011

E essa luta entre nós quatro?
Eu comigo
Tu contigo
Você versus eu
Nós nos preparamos pra vencer
E perder? 
Só se for de amor


Camila Karina
Tua voz não me deixa escolha
Eu me rendo


Camila Karina






A cada explosão
um esclarecimento
Das cinzas se renova
o que for sentimento

Camila Karina
Entre aquele coração duro e sem emoção
Fico com aquele derretido
É uma sensação!


Camila Karina
O que se pode fazer com a saudade, se matar não adianta? 
Ela tem mais de sete vidas!
Come-se
Engole-se
Transforma-se
Na fome presente
de presença

Camila Karina
Observo as ruas
os risos
Tomadas por velhas
e novas lembranças
Tudo que nos mantém vivos

Camila Karina


O céu nada mais é do que a tela de Deus pintada diariamente com nuvens tintas, nuvens formas. Temos o privilégio de apreciar. Não é à toa quando dizem que sonhar é como estar nas nuvens. É divino.




Camila Karina

16 de jun de 2011

Junto cada pensamento
momento
E guardo com apreço
Para que nos tempos 
futuros
Saiba que cada
presente
quando bem cuidado
Nunca perde seu legado 


Camila Karina

14 de jun de 2011

Nas ruas
tantos desvios e degradações
Os sentidos viciados em complicações
Ali
Parada
A flor nasce em meio as pedras
Sem maiores observações
Só percebe quem aguça o olhar
Apura o sentir das emoções

Camila Karina


*Tenho pessoas na minha vida que são flores nascidas das pedras, nem preciso citar. Vocês são meus heróis

13 de jun de 2011


A precipitação nos torna um barco à deriva indo a lugar nenhum

Camila Karina
O tempo já dizia
Previa
que este grande amor
doeria
 Lastros de alegria
Foram rabiscos
Riscos
Eternizados em escritos

Camila Karina
Aqui jaz outra lembrança
Vítima de amor

Camila Karina

12 de jun de 2011

Se saudade matasse
nos encontraríamos
em outra vida

Camila Karina
Quantas linhas se passam
até a última palavra?
Não existe contagem
Nem dialeto 
para explicar
o que ainda não está completo


Camila Karina
Toquei o vento
está ao meu alcance
Encontrei você
virou meu romance

Camila Karina
Saúdo os desvios de rota
Estes que elucidam o coração

Camila Karina

11 de jun de 2011

Sua prática tem um tempo
que não alcança meus passos
Sua teoria tem a profundidade
que me afoga em cansaço
Tudo racionalizado
Bem pensado
Desperdiçado

Camila Karina

10 de jun de 2011

Tragam-me 
diplomacia
Dela tirarei o viço
E minhas doses, quem destilará?


Camila Karina 

Sinto vida na pele quente
O corpo nunca mente

Camila Karina

9 de jun de 2011

Ah sim! Dignos
Cínicos porém dignos
Dignos de vazio
Dignos de insignificância
Ah sim! Dignos
Nem ao menos sabem
Ou imaginam o que seja
Dignidade


Camila Karina

8 de jun de 2011

Enfim luz,
Nesta pequena casa
 tão visitada
chamada ilusão

Camila Karina 
- Que fácil seria se a vida tivesse um manual prático de convivência!
 - Por favor não. Sem graça seria uma vida sem riscos! 
    Diálogo de tigres

Camila Karina
A crença
é nossa sutil diferença
Pra você tudo tem prazo de validade
Pra mim
O que é real
é para eternidade
Não me importa
se não condiz 
com a realidade

Camila Karina
O que não é simples é surpreendente 

Camila Karina

7 de jun de 2011

Você me diz
- Sou novo em matéria de amor
E eu te respondo
- Nesta matéria não tem idade que dê sabedoria
Eis a fórmula da juventude

Camila Karina
Cada lei
com sua sentença
Cada cabeça
uma defesa
Um chekmate
Da razão versus desejo
Cuidado com o lampejo
Que não tem freio

Camila Karina
Se temos vantagens, quais seriam? Pelo prisma do pessimismo se torna tudo mais fácil, pois complicar virou a solução facilitadora. Um engano consciente. Mil gestos, nobrezas e gentilezas. Um protesto: Ode a naturalidade. A vantagem é presumir? Admiráveis profetas temporários, é o que somos. Detentores das rédeas do destino, casualmente. É uma escolha? Há os que acreditam e há os que incitam. Todo caso é uma regra e uma exceção. Porque todo caso é único e não tem explicação. Só vantagens. Mas ficaram pelo caminho e ninguém percebeu. Só damos conta quando já é hora de seguir. 

Camila Karina
Questionei à vida
se ainda amo você
ou a lembrança
E a vida me questionou
- Qual a diferença? É tudo semelhança

Camila Karina

6 de jun de 2011

Quanto tempo?
Quantos dias?
Quantas vezes?
Olho e procuro
As vezes acho
Me perco no escuro
Me acho
Quando penso em futuro
No espaço
No próprio tempo
Determinado dia
Centenas de vezes
No acaso


Camila Karina

4 de jun de 2011

Hoje acordei
com o desejo 
de ter mais do que já tive
De viver mais do que já vivi
Mas se nada volta a ser como antes
que seja melhor do que foi
Adiante!


Camila Karina
Quando você disse
que era cedo demais
Entardeceu
O sol se foi

Camila Karina

3 de jun de 2011

"Sim.
Todos os poemas
são de amor.
Pela rima,
pelo ritmo,
pelo brilho
ou por alguém,
alguma coisa
que passava
na hora
em que a vida
virava palavra."

Alice Ruiz 

2 de jun de 2011

Pensou por muitas vezes que estava num sonho ruim
Acordaria e encontraria novamente seu amor
Acordaria e lá estaria ele marcando a hora do reencontro
Percebeu que o sonho não era ruim,
Era simplesmente sonho
Com suas nuances 
Olhou para o caminho à sua frente
e pensou nele com ternura
Abriu os olhos e teve um dia bom
Com muitos sonhos, como sempre.

Camila Karina
 Surpresa
é se surpreender
com o que não tem
clareza
Mas de repente
Surpresa
Ninguém disse que toda 
surpresa
é uma proeza 

Camila Karina

1 de jun de 2011

Não arde apenas meu coração
Mas meu corpo todo
com esta ausência
Mas meus sentidos
pedem paz
Meu coração também
quer paz
A dor também quer paz

Camila Karina

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.