31 de jan de 2010

"Mas tu e eu, amor meu, estamos juntos,
juntos desde a roupa às raízes,
juntos de outono, de água, de quadris,
até ser só tu, só eu juntos."


Pablo Neruda



"já estou daquele jeito
que não tem mais conserto
ou levo você pra cama
ou desperto"

Alice Ruiz


*Saudade sempre.

30 de jan de 2010

Quando você pensa em paredes

Elas escapam de seu entedimento

Frias dividas em quatro partes

Imóveis sem palavras sem nenhum esclarecimento

Para que? As paredes não pensam

Não se movem

Não se comovem

Você pode esperar um barulho estranho

Além disso?

Espere até cansar.


Camila Karina

As lágrimas que não choramos esperam em pequenos lagos?"


Pablo Neruda

29 de jan de 2010

coisa linda nesse mundo
é sair por um segundo
e te encontrar por aí
pra fazer festa ou comício
com você perto de mim
na cidade em que me perco
na praça em que me resolvo
na noite da noite escura
é lindo ter junto ao corpo
ternura de um corpo manso
na noite da noite escura
a coisa mais linda que existe
é ter você perto de mim
o apartamento, o jornal
o pensamento, a navalha
a sorte que o vento espalha
essa alegria, o perigo
eu quero tudo contigo
com você perto de mim
coisa linda nesse mundo
é sair por um segundo
e te encontrar por aí
e ficar sem compromisso
pra fazer festa ou comício
com você perto de mim
a coisa mais linda que existe
é ter você perto de mim


Torquato Neto

28 de jan de 2010

(...) "Para não seres como os escravos martirizados do tempo, embriaga-te, embriaga-te sem cessar!
Com vinho, com poesia, ou com a virtude, a teu gosto."


Charles Baudelaire

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.


Vinicius de Moraes
"Como tenho pensado em ti na solidão das noites úmidas,
De névoas úmidas
Na areia úmida!
Eu te sabia assim também, assim olhando a mesma cousa
No ermo da noite que repousa
E era como se a vida,
Mansa, pousasse as mãos sobre minha ferida..."


Manoel Bandeira

26 de jan de 2010

A espantosa realidade das cousas
É a minha descoberta de todos os dias.
Cada cousa é o que é,
E é difícil explicar a alguém quanto isso me alegra,
E quanto isso me basta.

Basta existir para se ser completo.


Fernando Pessoa

24 de jan de 2010

Então é você
que bem antes de mim
diz o que eu queria dizer
tão bem quanto eu diria.
E quem diria?
ainda melhor
Acho que teu nome é poesia
Então é você
tua simples presença
preenche a minha existência
me faz ver o que eu não via.
E quem diria?
ainda melhor
Então é você
que quando fala
instala a compreensão
de tudo que eu seria.
E quem diria?Ainda melhor
Acho que teu nome é amor


Alice Ruiz
rede ao vento
se torce de saudade
sem você dentro

me viro e me vejo
pronta a te chamar
a te contar
que aprendi hoje
coisas que você soube
ainda te vejo
em cada bicho
em cada pensamento
me surpreendo olhando
com teus olhos de pesquisa
e o que vejo
vira beleza

Alice Ruiz






*Estou sempre contigo, literalmente e figurativamente.

22 de jan de 2010

"Sou um terrível assassino,
um suicida,
uma besta quadrada,
um insensato elevado ao infinito,
um demônio,
um anjo divino,
um imbecil qualquer,
um gênio,
um macaco,
milhões de átomos,
um ser,
um planeta,
uma galáxia,
o finito ou o infinito,
a verdade ou a mentira,
um verso tonto, ingênuo — ou a Poesia!
"Tudo é função do estado mais provávelde ser no tempo, com todas as incertezas das palavras!

Fernando Pessoa
"Segue o teu destino, Rega as tuas plantas, Ama as tuas rosas.
O resto é sombra de árvores alheias.
A realidade sempre é mais ou menos do que nós queremos.
Só nós somos sempre iguais a nós próprios.
Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre viver simplesmente.
Vê de longe a vida,Nunca a interrogues.
Ela nada poderá dizer-te..."


Ricardo Reis ( ou para quem não sabe, Fernando Pessoa)
Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol.

Ambos existem; cada um como é.


Fernando Pessoa

21 de jan de 2010

A fé consciente é liberdade.
A fé instintiva é escravidão.
A fé mecânica é loucura.

A esperança consciente é força.
A esperança emocional é covardia.
A esperança mecânica é doença.

O amor consciente desperta o amor.
O amor emocional desperta o inesperado.
O amor mecânico desperta o ódio

Gurdjeff

20 de jan de 2010

"Não há nada que o sol não explique e não há chuva que desbote essa flor"

Paulo Leminski
O dia chegou bem cedo em minhas pálpebras
Nossa comunicação era clara. Dois copos e um fio de náilon
Existe um muro espelhado à nossa frente.
Dei-me conta no reflexo, que falávamos: Você do 2º andar e eu do 8º
Dei-me conta que só eu me joguei de cabeça e você nem sequer andou as escadas.
Continuou esperando um copo, na comodidade do chão.

Camila Karina
"...O tempo é que mostra o que realmente valeu a pena, o tempo nos ensina a esperar, o tempo apaga o efêmero e acaba com a dúvida. (...) Porque chega uma hora em que você tem que escolher a vida. Eu talvez não saiba bem ainda o que isso significa, mas é claro para mim que a hora desta escolha é agora, está acontecendo."

Caio Fernando Abreu
"eu entendo você que não me entende
eu entendo você que não me entende
eu não prendo você
não se surpreenda
quando eu digo sim
quando eu digo não
quando eu digo "Talvez..."
você não entende (...)

os olhos dizem sim
o olhar diz não

sou cego não nego
enxergo quando puder
só vejo obscuro objeto
desejo indireto
?será que voê me entende?
porque é que 'cê 'tá ouvindo isto ao contrário?
?o que é que 'cê 'tá procurando?
?hein?
não se renda às evidencias
não se prenda à primeira impressão
o que não fo impresso
continua sendo escrito à mão

mal entendido/bem intencionado mal informado/bem aventurado Jesus Salva/salve as baleias/leia livros safe sex/relaxo papa é pop/o país é pobre/o PIB é pouco (...)

Engenheiros do Hawai

*Não porque lembrei dessa música, mas faz sentido.

19 de jan de 2010

Quando você se depara com sensações advindas do subsolo das emoções é inevitável sentir-se dentro de um porão escuro. Olho para cima e vejo os raios de luz distantes, aparentemente intocáveis.
Todas as precauções e ponderações são inúteis, porque já não se sabe de onde poderão vir as flechas e espadas de prata, que ferem fundo.
Ao mesmo tempo estar no porão é proteger-se, as paredes envoltas ao limo, condição escorregadia que não permite nenhum tipo de toques firmes, não há saída, a não ser olhar para cima.
Espero a corda, a ajuda, a mão estendida, o raio de luz que me tire do recinto insólito, que traz variáveis sensações.
Ali está. Distante.



Camila Karina

18 de jan de 2010

"Meu Deus, meu Deus, a quem assisto? Quantos sou? Quem é eu? O que é este intervalo que há entre mim e mim?"

Fernando Pessoa
"Sou um guardador de rebanhos.
O rebanho é os meus pensamentos.
E os meus pensamentos são todos sensações"


Fernando Pessoa
As cartas estão na mesa
O jogo foi desfeito
Dama e Valete de copas foram entregues
Rei de paus para fortalecer
Todos os números de ouro, sentimentos desse naipe foram guardados
Descartei os azes de espada
Desfiz o baralho, para brincar de viver.

Camila Karina

17 de jan de 2010

Na selva do desconhecido você é apenas mais um amontoado de plantas rasteiras
As ebulições e temperaturas espalham-se pelo corpo
E cada pensamento aniquila como pedras presas aos pés
Os passos estão lentos
O céu está cinzento, prenuncio de chuvas
Tempestades? Ou banhos para limpar as sujeiras das ruas?
Onde estão guardados os olhares?
Talvez atrás das portas de prédios e casas desconhecidas
Com uma chave apenas
Tente a sorte


Camila Karina

16 de jan de 2010

"Em luta, meu ser se parte em dois. Um que foge, outro que aceita.O que aceita diz: não. Eu não quero pensar no que virá: quero pensar no que é. Agora. No que está sendo"

Caio Fernando
"E quem pode comigo quando eu digo tudo o que sinto? "


Caio Fernando
Silêncios
Silêncios
Silêncios
Paredes
Silêncios
Silêncios
sem beijos.

Camila Karina
”Estou cada vez mais bossa-nova, espiritualmente sentado num banquinho, com o violão no colo”

Caio Fernando
" A saudade fará mais por nós dois que nosso amor"

Martha Medeiros
"deixa eu te dizer antes que o ônibus parta que você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado, assim como se você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando ver uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, ..., mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois as portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para que você crescesse livremente, ..."

Caio Fernando

14 de jan de 2010

Tudo esclarecido
entre as coisas e seus sig
ni
ficados
o que se viveu
tá vivido
o assunto
virou passado
e o que passou
tá esquecido

Entre as coisas esquecidas
estão as melhores lembranças
entre as coisas perdidas
estão os grandes achados


Alice Ruiz

13 de jan de 2010

"Todo o homem saudável consegue ficar dois dias sem comer - sem a poesia, jamais"

Charles Baudelaire
"Atirei um céu aberto na janela de meu bem cai na lapa um deserto para capital belém"

Manuel Bandeira

10 de jan de 2010

materesmofo
temaserfomo
termosfameo
tremes
fooma
metrofasemo
mortemesafo
amorfotemes
emarometesf
eramosfetem
fetomormesa
mesamorfeto
efatormesom
maefortosem
saotemorfem
termosefoma
faseortomem
motormefase
matermofeso
metaformose

Paulo Leminski

9 de jan de 2010


pelos caminhos que ando
um dia vai ser
só não sei quando


Paulo Leminski

6 de jan de 2010

Você deixou tudo a tua cara
Só pra deixar tudo
Com cara de saudade


Alice Ruiz
quanto mais eu rezo
mais assombração me aparece
eu sou feiticeiro de nascença
quanto mais eu rezo
mais eu creio em minha crença
e atrás dessa resistência
tenho o meu corpo cruzado
atrás dessa resistência
orgulho não vale nada
atrás dessa reticência


Torquato Neto

5 de jan de 2010

por todas as ruas
onde ando sozinho
com você
e você
se é que se lembra
(se lembra)
olha assim pra mim
como capa de revista
pelo rabo-do-olho
de artista,
e sorri.

eu acho tudo muito legal
mas a verdade
é que o nome normal disso aí
é
s-a-u-d-a-d-e;
pois bem:
sei que vou sozinho
sei que vou também sozinho
mas acontece
que parece
que você
é como se é que fosse
o próprio meu caminho

Torquato Neto

4 de jan de 2010

Não sou idêntica a mim mesma
sou e não sou ao mesmo tempo, no mesmo lugar e sob o mesmo ponto de vista
não sou divina, não tenho causa
não tenho razão de ser nem finalidade própria
sou a própria lógica circundante.

Ana Cristina César

2 de jan de 2010



Tambem eu saio à revelia
e procuro uma síntese nas demoras
cato obsessões com fria têmpera e digo
do coração: não soube e digo
da palavra: não digo (não posso ainda acreditar
na vida) e demito o verso como quem acena
e vivo como quem despede a raiva de ter visto

Ana Cristina César

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.