31 de dez de 2013

Trago em meu coração
aquela carta escrita durante o ano
cheia de desejos e esperanças
pedidos e lembranças
E ali naquela carta
também consta o que não lemos 
"Precisamos agradecer o que já temos"

Camila Karina

22 de dez de 2013

Não penso que seja banal fazer reflexões quando um ano acaba. Principalmente, quando no final do ano também é seu aniversário ( que é o meu caso). Hoje completo mais um ano de vida, e não é à toa que reflito sobre tudo que vivenciei durante 2013 e os dias que ainda faltam para completar os 365 dias. Lembro que sorri bastante, chorei, me enfureci, me indignei, ajudei, quis me afastar, quis ficar próxima, quis me reconciliar e quis romper. Não pretendo desmerecer qualquer sentimento que citei, porque acredito que viver é isso, sentir todas as emoções e encara-las. Sabiamente Fernando Pessoa descreveu isso que seria meu lema. Particularmente penso muito, todos os dias. Penso tanto que passo até alguns dias com dor de cabeça, para tentar responder aos meus questionamentos ou as vezes tenho sorte de ter uma conversa tão enriquecedora que esqueço do que me afligia. A arte também é minha grande amiga, seja na música, na fotografia, na escrita, é onde encontro refúgio, ombro amigo, felicidade instantânea, e muito mais. Só sei que mais um ano que vivo, tive muitas respostas e ganhei mais perguntas e quero continuar assim. É saudável. Lembro que em algum momento falaram sobre perdão. "Perdoar é necessário". Realmente é, mas ainda não tenho este dom de perdoar e esquecer. Perdoo mas quero distância. Não vejo nisso um mal. Não sei se quero mudar. A questão é que dificilmente vou receber hipocrisias com sorriso na cara. A cada ano que passa,  vejo que nos preocupamos com coisas tão mínimas, e até mesmo nos obrigamos à aceitar situações que deveríamos simplesmente ignorar. Então, quero ignorar e ficar longe do que me indigna. Quero mais energias positivas para que o universo conspire ao meu favor e das pessoas que querem o bem dos outros. Nem sempre faço coisas tão boas, mas nunca, nunca mesmo, tentei puxar o tapete de alguém. Lembrei disso agora, de relance, vejo muito isso por aí. Eu sofro bastante com injustiças, choro até demais com isso. Aliás, choro do fictício quando o ator/atriz me convence de que a história é real à ver um idoso com dificuldade de subir a escada do ônibus ou o cãozinho que está só na rua. Me encanto com cada criancinha que faz fofuras ou com a felicidade da minha mãe em aprender algo tecnológico e fazer isso muito bem, com o a risada do meu namorado quando vê uma cena ou situação engraçada. Fico feliz com o sucesso dos meus amigos e me enfureço quando vejo alguém tentando suga-los ou prejudica-los. Enfim, são tantas coisas que penso sobre os meses que vivenciei até chegar aos 30 anos, que só posso concluir que provavelmente continuarei a mesma, porém, é provável que esteja mais sensível ainda para me autoconhecer, e conhecer mais pessoas que também acrescentem na minha vida. "Ainda acredito nas pessoas", porque sou um "soldado do amor".

Camila Karina

4 de dez de 2013

Pelos filtros que reagem na percepção
para o fim de ano só desejo redenção


Camila Karina

17 de nov de 2013



Tudo que tenho neste momento
É pouco diante do que pretendo
Será minha pretensão tão alta
Que não me deixo a contento?


Camila Karina
Quero todo dia 
uma declaração de amor
Daquelas que tiram o folego
e daquelas que toma um suspiro
Quero todo dia
mas meu querer não tem tanta valia
porque a vida é mais sabida
e dosa o desejo de todo dia
Então quero ao menos um dia
o dia todo com declaração de amor
Um dia

 
Camila Karina
Exijo respeito 
com meu coração
que não agride
quem ali reside
Alguém salve 
meu coração
da forca da desilusão
que insiste em condená-lo
até mesmo sem ser culpado

Camila Karina
 

Você está ali
mas não se encontra 
Espera algo
e só resta a sombra
Dos meus sonhos
só um lastro
que sigo a passos largos
mas não alcanço
O caminho é longo
ou estreito?


Camila Karina

13 de nov de 2013

Hoje andei pela cidade em silêncio
para ouvir o que ela tinha à me dizer
sobre meu caminho

Camila Karina

4 de nov de 2013

Minha fome do agora
é sonhar junto


Camila Karina

31 de out de 2013

Dos egoísmos que me esquivo
Me deparo com minha própria força
solitária das continuidades
A poesia foi ferida
A ternura despercebida
Como encontrar a simplicidade
com tanta adversidade?

Camila Karina
Será que as declarações de amor
ao vento chegam até onde o amor está?
O combustível da palavra é o sentir
Se nada faz sentido como poderá existir?

Camila Karina
 
Há silêncios cheios de palavras e significados
E há silêncios vazios


Estes não dizem nada


São vácuo de tempo

Será que tudo foi perdido?


Ou tudo que não foi dito tem um lugar no destino?



Camila Karina

30 de out de 2013

Juntando todos os medos do futuro
não sobra tanto presente assim
Carrego comigo a manivela que
impulsiona meu sangue e mente
para atentar o que realmente importa
O braço cansa
A mente cansa
Mas nada como fechar os olhos e sonhar mais um dia

Camila Karina

21 de out de 2013

Vejo todos os meus sonhos tão distantes
cada um espalhado no universo
Não sei qual o plano :
Se ele vai traze-los para perto
ou me propor que mude de sonhos
 Me diga, universo!

Camila Karina
A alma é um tesouro, mas entende-la, reconhece-la e aprecia-la é raro e seu guardião é a sensibilidade. Pena que o orgulho e a raiva impedem de encontra-la. Então, este tesouro continua no mesmo mapa.

Camila Karina

18 de out de 2013

A distância não explica nada
E quanto mais distante menos entendido


Camila Karina

11 de out de 2013

Construir
Descobrir
Quem vai?
Quem fica?
Quem me leva?

Camila Karina
O tempo fala
O tempo cala
O tempo responde
O tempo silencia
O tempo só não diz
qual escala que pegaremos
ao dar o próximo passo
O tempo ajuda
O tempo é cruel
O tempo também faz
O tempo é aquele que carrega munição
e paz


Camila Karina

9 de out de 2013

Ninguém diria
que todo dia
meu pensamento
teria 
o  sentimento
de sonhar
fazer
até sofrer
pelo que mais queria
Ninguém diria
que é do pensar
que tudo se cria

Camila Karina

5 de out de 2013

Coincidências existem mesmo ou são apenas piadas do universo para nos confundir?

Camila Karina

1 de out de 2013

Não sei até que ponto esta corrente que sigo
é a mesma que gostaria que me levasse

Camila Karina

24 de set de 2013

Minha alma é meu tesouro
Não entrego por nenhum ouro
que não seja o amor


Camila Karina

23 de set de 2013

De tantas vidas
esta que me cabe
trouxe uma missão voraz :
descobrir a magia
de aprender a cada dia
passo, tropeço, chão, alegria

Camila Karina

20 de set de 2013

A intuição nunca falha conosco
Nós é que quase sempre falhamos com ela

Camila Karina

9 de set de 2013

As amarras da ilusão
me seguram no tempo
Solto pouco a pouco
para viver o momento

Camila Karina

8 de set de 2013



Ninguém é capaz  de escapar do futuro
Sabemos também que nossa batalha com a mente é mais terrível e exaustiva,
até que encontramos um ponto de equilíbrio que tem a durabilidade que a vida determina
Quando vejo minha vida e tudo que ela me pôs para vivencia-la
Me sinto honrada até mesmo pelas perdas, feridas e atropelos
Cá estou, naquele confronto inevitável com o futuro
E com ele, vejo além e o que não posso prever.
Esta sensação de imprecisão nos deixa loucos
Somos tão controladores...
Fora do controle, fora o  futuro, estão as sensações
E hoje senti que este momento é o que tenho para abraçar
E nada me deterá até o futuro, nem mesmo meus planos
De quem é o poder afinal?

Camila Karina

3 de set de 2013

Não é que eu tenha abandonado a poesia
Mas faz tempo que não tenho o que mais valia
- Meu próprio tempo 



Camila Karina

22 de ago de 2013

É um deleite passear pela calmaria
Mas este meu espírito inquieto
que nunca cansa de almejar maiores alegrias 


Camila Karina

7 de ago de 2013

Data?
Hora?
Local?
São todas as perguntas que fazemos para a vida
Resposta?
 - "O amor está em toda parte"
E qual parte me cabe, vida?
Por sorte temos mais perguntas

Camila Karina

28 de jul de 2013

A vida também aponta o lugar 
onde não se encontra
a magia, a alegria.
Mas temos essa mania 
de contrariar o que está na vista

Camila Karina

25 de jul de 2013

Minha melhor companhia é a poesia

Encaro um dilema? Procuro um poema

Camila Karina

21 de jul de 2013

O passado é uma âncora 


Camila Karina

9 de jul de 2013

Para cada pequeno desgosto
Um grande abraço se forma
Para cada dito sem emoção
É um beijo que será dado
Para cada negação
Serão muitos sim´s para o que importa
Para cada rejeição
Um grande encontro que fomenta no universo
Para cada silêncio torturante
 Gritos de alegria que se espalharão 


Camila Karina

6 de jul de 2013

Estive refém de mim mesma por acreditar tão ferozmente na esperança, na mudança e que toda essa avalanche poderia ser contida com amor. Já diziam : "o amor move montanhas", mas meu erro foi achar que o amor derrete grandes blocos de gelo. O tempo é frio, o espaço é vazio e o amor nem um piu.


Camila Karina

2 de jul de 2013

Toda mudança é ponto de partida
Para sair do mesmo lugar
basta mudar

Camila Karina

30 de jun de 2013

E lá vou eu procurar você
 onde você não está
Já percorri tantos caminhos sem êxito 
que resolvi descansar.
Não vou parar minha busca
mas também já pode me encontrar

Camila Karina

29 de jun de 2013

Tinha decido guardar meus sonhos para outra ocasião e num rompante de ideias me dei conta: eu não merecia engavetar meus sonhos só por um atropelo do destino.
Sonhos não são estocáveis, eles precisam de liberdade para encontrar seu momento. Entretanto, é sabido mais claramente que todo o sonho sempre tem um toque de realidade.

Camila Karina

26 de jun de 2013

Resolvi parar
respirar
e guardar minha energia e minhas palavras
para uma nova caminhada
Repor a carga para
um novo momento
E deixarei o silêncio
tomar decisões

Camila Karina
 

24 de jun de 2013

As palavras já não servem mais
As lágrimas não aliviam mais
Só as lembranças dão certeza de que vivenciar o que é bom não está apenas nos livros
Diriam que é ilusão
Diriam que não passa de uma espera inútil
Mas meu coração sente e pensa
Forte e sutil 
 

Camila Karina

19 de jun de 2013

(...) Saber desistir. Abandonar ou não abandonar — esta é muitas vezes a questão para um jogador. A arte de abandonar não é ensinada a ninguém. E está longe de ser rara a situação angustiosa , em que devo decidir se há algum sentido em prosseguir jogando. Serei capaz de abandonar nobremente? Ou sou daqueles que prosseguem teimosamente esperando que aconteça alguma coisa?

 Clarice Lispector

16 de jun de 2013

Nem só de tristeza se faz um lamento
mas também de lembranças
para que chegue a esperança
a contento 

Camila Karina

15 de jun de 2013

Há um ano, na casa de minha melhor amiga, comemorávamos seu aniversário e eu falava sobre a possibilidade de amor que tinha tido naquela noite. Uma possibilidade encantadora de um homem que não conhecia há muito tempo, mas fazia meu corpo aumentar de temperatura. Era como sentir algum tipo de cura, uma cura da descrença, da inércia que me assolava por anos. Meus receios eram sinceros, mas meu encantamento era mais sincero ainda, pois nunca esqueci da luz azul que iluminava o sorriso daquele homem. Há um ano sentia tantas novidades, e hoje, lembrando de todo o esforço que havia naquele homem em estar comigo, tenho a verdade diante dos meus olhos e coração. Nutri e cultivei um sentimento que poderia ser o mais bonito, mas, daquele sorriso um ano depois, só tenho meios sorrisos. Depois de tanta luta para estar ao meu lado, agora só tenho a desistência mais rápida. Depois de tantas conversas, agora só me resta o silêncio colossal para que eu converse comigo mesma e tente me entender. Depois de tantas declarações de amor, só tenho um elogio para manter o praxe. Depois de tantos planos, decisões, só tenho o momento. E nele me agarrei com força com a esperança que isso representasse alguma nova cura, para evitar o afogamento de tudo que hoje, há um ano, era um mar de possibilidades. Mas isso foi há um ano, também mudei minha visão, meu sentir, mas não a intensidade. Porque minha busca nunca termina enquanto não encontrar o que procuro. "Sonhe comigo que sonho com você", isso soaria estúpido, mas é minha estúpida verdade. 

Camila Karina

13 de jun de 2013

Não sei dizer ao certo
se estou longe ou perto
Mas que a busca continua
e meu coração ainda está aberto

Camila Karina

12 de jun de 2013

Saio do meio fio
Me esquivo do meio a meio
Quando se trata de amor
Quero tudo por inteiro

Camila Karina

Aqui consta um depoimento pessoal sobre uma reflexão universal: o amor 
Mas diante de tantas poesias que já li, que já escrevi sobre este infindável tema, uma frase consegue expressar o que penso a respeito.

“Talvez já esteja na hora de deixar claro quem eu sou! Sou alguém em busca de amor, amor real, ridículo e inconveniente, amor que consome; do tipo `eu não posso viver sem você´. E eu não acredito  que este amor esteja aqui, neste caro, doce e amável hotel em Paris.” (Carrie Bradshaw, último episódio de Sex in The City).

6 de jun de 2013

O meu silêncio é o único ombro que sempre estará ali
pronto a me amparar
O meu silêncio é a única companhia
que espera e não adia um consolo
Meu silêncio será a paz de alguém
que não sei se encontro

Camila Karina

29 de mai de 2013

A verdade está na cara


23 de mai de 2013

Sempre recorro a lembranças
para que esta minha realidade
não me engula com tanta força
Mas e as lembranças? Será que não me engolem sem que eu perceba?
Qual fuga é a mais feliz?

Camila Karina

21 de mai de 2013

O coração que foi doado não poderá ser resgatado.
Ele estará entrelaçado com os laços do pouco que foi encontrado
E a busca imensa pelo amor
Deixa todos no mesmo caminho
com tombos à dispor

Camila Karina
No vasto mundo das dúvidas 
me perco
No vasto mundo das dúvidas
estou com vôo marcado
No vasto mundo das dúvidas
viajo sozinha
No vasto mundo das dúvidas
observo
No vasto mundo das dúvidas
aterrisso para ouvir a consciência
que fala de medo, incertezas
mas aconselha a não perder a cabeça
E quem não se perde
no vasto mundo das dúvidas?

Camila Karina



18 de mai de 2013

A honestidade é diamante negro perdido no vasto mundo invisível da "imparcialidade". Para ser honesto não existem muros, apenas se é. Cabe lembrar diariamente que a honestidade para com quem amamos é vital. Quando nos conectamos a alguém, acabamos criando uma certa simbiose, algo inexplicavel que aguça nossos sentidos e nos faz perceber e prever atitudes futuras. Peco pela sinceridade. Peco pelo excesso de zelo. Peco por não zelar a mim mesma. Tão descuidada inumeras vezes. Tomo decisões, faço escolhas, permaneço firme para amparar a queda, mas olho para o lado, para frente e para trás, e percebo que não há quem me ampare, tenho que simplesmente aprender a cair. De mim também caem lágrimas, pois se o terreno tem pedras, não custa molhar o chão.

Camila Karina

15 de mai de 2013

Esta ansiedade que domina
e a inércia que joga as cartas da situação
Meu relógio já anuncia meu próprio tempo
O tempo que chega para qualquer um
Mas quase nunca ao mesmo tempo

Camila Karina

14 de mai de 2013

Pensamos no futuro porque ele não está diante de nós. O que existe é o presente despercebido. O que nos impulsiona a pensar no agora é quando a mente viaja tão longe para alcançar alguma previsão, que quando resolve voltar ao seu lugar, chega exausta.Mas o presente a acolhe e até mesmo o passado a recebe bem. 
Para o passado, o melhor é acenar. 
Faço-me do agora. Mas que isso não seja uma condição.
O futuro é feito de sonhos e sonhar me é necessário.

Camila Karina

8 de mai de 2013

A cada passo dado
um pulo incerto 
para um futuro impensado
Ouço a voz do tempo
que aconselha:
- Viva o momento

Camila Karina

5 de mai de 2013

Faço-me de esperanças
pois a realidade me descompõe
Encaro
Engulo
Digiro
E prevejo que
ali estou
não como hoje,
mas como nunca imaginei 

Camila Karina

4 de mai de 2013

Quando não se tem certeza sobre sí mesmo no presente
É um sinal de que há esperança de se encontrar naquele futuro próximo
Tão próximo que amanhã já mudamos de ideia
E mais um dia se foi
E já chegamos lá
-"Espera aí, o tempo passou voando! E tudo mudou"

Camila Karina

25 de abr de 2013

Comecei a acreditar que o universo tem um grande poder sobre nossas ações. Mas não significa que o poder sobre nós mesmos seja desmerecido. O universo simplesmente nos atende e quando o universo responde, a gente agradece. Sempre. Já desejei tantas coisas e fui atendida. Porém, os desejos nos enganam, causam um ilusionismo que só é desvendado com a verdade dos sentimentos, do fatos e de tudo que envolve a realidade. Realidade esta que nem sempre tem a doçura dos sonhos, tem também o amargor. Porém, isso já não me importa. Mais uma vez fui atentida, desejei a verdade, porque amor é isso: verdade. Mas minha euforia é contida, porque existe um momento certo para celebrar.Um dia ouvi : "Toda a fuga bem planejada, poderá ser uma linda fuga". Não é fugir da realidade, é fugir para a felicidade. Desejei que a profecia se realize. E o que me foi dito foi significativo como o momento de um grande dia.

Camila Karina

24 de abr de 2013

E todo esse silêncio para minha euforia contida? Uma euforia que não tem explicação consciente. Só  um lastro de esperança de algo novo e sublime. Algo esperado e inesperado diante do que já foi amargo. O que o destino quer me dizer? 


Camila Karina

13 de abr de 2013

Ali está sua nova jornada
que felicito
Aqui estou com minha nova jornada
me felecitas
Estamos cada um com a própria estrada
Quem está conosco de mãos dadas?

Camila Karina

12 de abr de 2013

 Tanto foi dito
que as palavras cansaram 
de ter motivos para existir
Esconderam-se no silêncio
para encontrar forças
e verdades


Camila Karina

7 de abr de 2013

Quando duas almas se encontram e se percebem. Que alegria no universo, que trabalhou tanto para aproxima-las! E meu olhar distante dessa realidade, aguarda ansioso pelo festejo do coração. O festejo que imaginei ter encontrado, mas foi só aproximado. E não foi por falta de ilusão que deixei de ter tal conclusão. Foram três linhas de tempo relevantes e no decorrer delas, fui e continuo sendo coadjuvante. E porque insisto? A esperança é meu escudo adiante. Quero ver a alegria do universo e do novo universo que se aproxima, e meu romantismo não para por aí.


Camila Karina

2 de abr de 2013

Todas as certezas são quebráveis
O que perdura intocável é a verdade

Camila Karina

30 de mar de 2013

Não acredito que um sentimento possa se calar diante das dificuldades. Se ele se calou é porque se foi. Estou indo de encontro com que acredito até colidir. Quem sabe precisemos de explosões para renascer e obter novos olhares e sensações. Durante dias chovia dentro de mim até inundar-me. Esperei meu salva-vidas, e quando me dei conta, somente eu poderia me salvar de me afundar em esperas e buscas. Mas se eu sonho, existe. E se existe, me encontra. E se me encontra, eu sinto. Enquanto não sinto, me salvo todos os dias.

Camila Karina

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.