7 de abr de 2013

Quando duas almas se encontram e se percebem. Que alegria no universo, que trabalhou tanto para aproxima-las! E meu olhar distante dessa realidade, aguarda ansioso pelo festejo do coração. O festejo que imaginei ter encontrado, mas foi só aproximado. E não foi por falta de ilusão que deixei de ter tal conclusão. Foram três linhas de tempo relevantes e no decorrer delas, fui e continuo sendo coadjuvante. E porque insisto? A esperança é meu escudo adiante. Quero ver a alegria do universo e do novo universo que se aproxima, e meu romantismo não para por aí.


Camila Karina

0 comentários:

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.