30 de nov de 2010

No meio do parque de diversão
Das boas lembranças
Mergulhei com você
Na piscina de bolinhas de segredos
Cada uma com 
o nosso singelo olhar
Que me ensinava o valor 
De cada palavra
 Que apenas  nós
Sabemos desvendar

Camila Karina

29 de nov de 2010


Era amor demais
No meio da tempestade
Se misturaram
Regaram estas sementes
Que floresceram
Com sentimento e verdade
Espalhando o perfume
Maturidade

Camila Karina

28 de nov de 2010



Dancei
No meu sonho
Dancei
Que nem criança
com os pés em cima dos seus
Dancei
Você falava baixinho em meus ouvidos
-Estou apaixonado
Dancei
Sonhei
Acordei
O sonho está guardado
Seguirei

Camila Karina

27 de nov de 2010


Caminho por este jardim
E vejo as flores no chão
Deito e espero
Crio forças para florescer
Só a força da natureza
Faz essa magia acontecer


Camila Karina

26 de nov de 2010


No meio dessa confusão
De tanta discussão
Naturalmente 
Encontro a solução
No momento
O que faz sentido
É te-lo conhecido

Camila Karina

25 de nov de 2010

Ele nasceu
Cresceu
Expandiu
Doeu
Sorriu
Adoeceu
Sobreviveu
Seguiu
O amor não morre

Camila Karina

24 de nov de 2010



Suspeito que
Quase sempre
A vida tem
A magia de uma chuva de balões
Cores
Leveza
Sem direção
Quase sempre 
Queremos tudo controlar
Mas ninguém pode impedir 
Alguns destes balões estourar
Solte-os
Deixe enfeitar
Ver até onde estes balões vão me levar


Camila Karina

23 de nov de 2010

Das palavras que me cortam
Das palavras que me invadem
Os corações sempre importam
O sangue perdido sempre vale
Das palavras que senti
Dos silêncios que ouvi
Um coração sente
Um coração sabe
Que essa voz 
Não se cale


Camila Karina

22 de nov de 2010

Quero ouvir
mais alto
o som baixinho
da canção
Com a mágica
 Arrepio
Que deixa o sorriso no rosto
Um novo som
Aquece o coração

Camila Karina


*Faz tempo que não ouço uma canção que aconteça a mágica
Se repartir é sinônimo
de benevolência
Porque um coração
Quando se parte
Nenhuma das metade sorri?


Camila Karina

19 de nov de 2010



Temos nuvens
Porque  temos chuvas
Temos chuvas
Porque temos a limpeza
As nuvens passam
As  chuvas  passam
Tudo se limpa
Simplifica
E o céu se abre
A natureza
Me explica

Camila Karina

18 de nov de 2010


Estes espirais de idéias
Ferventes
Me inebriam 
Explodo
Retorno para meu
Funil racional
Eis meu sangue
Que grita
E pede calma e descanso
Me rendo


Camila Karina

17 de nov de 2010

O coração é uma bomba relógio
Que ninguém aciona
Mas quando menos se espera
Explode
Expande-se ruidosamente
Mata sem remorso
O que sobrevive
É o que importa
Mesmo com cicatrizes
Tic 
Tac


Camila Karina 

16 de nov de 2010

São tantas veias que compõem nosso corpo, nosso sistema nervoso, onde correm o sangue que nos impulsiona ao movimento, à emoção. Errado. (?) A mente é a chave mestra, a grande mãe, detentora de todas as igniçoes, aceleradores e freios, mas e a emoção? Quem realmente a impulsiona? Liberto-me destas perguntas e me prontifico apenas a sentir. Dolorosamente sentir. Prazerosamente sentir. Visceralmente sentir. A prece que também sinto me renasce. E se racionalizar? Engano. Tudo esta racionalizado, mas a corrente sanguínea continua a impulsionar cada movimento heróico até o encontro com as emoções. Meu coração pensa. Minha mente sente.

Sinto-me a vontade. 


Camila Karina


Tantas surpresas 
No meio do caminho
Mas se algo inquieta
Ouço meu instinto
Melhor pegar a reta
E seguir o meu destino


Camila Karina

14 de nov de 2010



Eu sei
nem tudo são flores
Há espinhos e dores
Mas suas belezas amenizam
São sempre cheias
de cores


Camila Karina


*Flores e cores sempre alegram, por mais que o dia seja triste. Pinto as flores porque elas me libertam 


Ninguém sabe onde
Flutuam estes
Pequenos embriões
Cheios de vida
Seres da água
Do ar
Do fogo
Com pontos de exclamação
Interrogação
Que procuram também
Sair do ninho
Mas não escapam
De arranhões
No mínimo

Camila Karina


*Vi embriões. Talvez tenha pintado-os porque estou renascendo

13 de nov de 2010



Quero um céu estrelado
Na noite branda
Faço meu pedido
Você pode fazer o seu
Quem de nós será atendido?


Camila Karina




*Pintei meu próprio céu com estrelas para olhar todos os dias

12 de nov de 2010


As linhas 
Que se cruzam
São paralelas
Nem imaginamos
que sejam eternas
Se cruzam
E dão a volta 
ao redor da terra

Camila Karina




*Na confusão é que você encontra pontos de equilíbrio. Pintei alguns deles

11 de nov de 2010



Meu coração
Pensa tanto em amor
Que deitou pra descansar
Basta um som
Aquela canção
Para ele acordar


Camila Karina




*É muito coração com as cores mais intensas

10 de nov de 2010


Somos seres
Que pairam
De mundos que se encontram
O que se colhe?
O destino se derrama
Veste nossos mundos
Que continuam paiarando
Quem escolhe?

Camila Karina



*Minha própria plantação de mundos

Um braço estendido
Um apoio
Dois braços
Uma ponte
Um abraço
Dois mundos
Compreendidos
Não se sabe a fonte
Seguindo sua própria natureza
No balançar do vento
Leveza

Camila Karina




*Pintei um jardim pra plantar minhas próprias flores

9 de nov de 2010


Mente
Mente
Mente
Tantos caminhos
Tantas aventuras
Mente
Mente
Mente
Não te pergunto
Quem está no ninho?
Que sentimento perdura?
O que meu coração sente?

Camila Karina


* Muitos corações pintei, porque precisamos de muito amor

8 de nov de 2010


Quantos muros
Altos
Quando você se dá conta
Subiu no muro errado
Desça
Pense
Sente
Sinta
Nem sabia
Que uma fresta se abre
Vou entrar
Curiosa em saber 
O que vou encontrar 

Camila Karina



*Brincando com tinta guache até não querer mais

7 de nov de 2010


Sigam
chamas
ventos
nas correntes de seus caminhos
e me levem até os meus

Camila Karina




*Mais uma das minhas brincadeiras com tinta guache

6 de nov de 2010

Penso em nós
Todos os dias
Em tudo que permanece
Na lembrança
Na simplicidade
No amor
Desatando nós
Que nos deixe livre
Para ver o que acontece


Camila Karina




*Desenho meu, brincando de pintar com tinta guache

4 de nov de 2010

Pra sempre
Você
Mas
sem te ver
Sem te 
Ter
Eu sei
Nem sempre
Pra sempre


Camila Karina

3 de nov de 2010

Sinto
Muito
Sinto
Vinho
Tinto
Sinto
Muita
Saudade
Indo 
Vindo
Lágrimas
Amor
Verdade

Camila Karina

2 de nov de 2010

Não foi em vão
Você
Eu
Sabemos que não


Camila Karina

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.