19 de ago de 2012

É sabido que somos peças espalhadas pelo cotidiano. Cada uma no seu lugar de efeito, direito, defeito. Tudo para manter viva a chama das intenções, atiradas no alvo aleatóriamente (de acordo com cada cabeça e sentença). E quem não tem armas está indefeso? Estamos à procura de amigos ou aliados? A diferença está entre o jogador e o pensamento. Cada passo dado para um, é jogo armado, para o outro, um dia vivenciado. 

Camila Karina

0 comentários:

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.