21 de jan de 2013

Trouxe o vento forte, o calor das emoções, os desejos mais profundos e mais afeto. Pediu espaço com um abraço,  s mãos vazias e um beijo à distância. Seguiu seu caminho com o que tinha: seus pequenos cacos. Olhou para sí e percebeu sua condição.

-"Adapte-se ao meio ou estarás perdida", gritou seu instinto
- Me adaptarei ao meio sem perder minha essência, respondeu
-"E se sua essência não for suficiente?", retrucou
-Me dê minha sentença! Abrir mão do que acredito é aprisionar-me na escuridão. Já estive lá e não pretendo voltar. 

Levantou-se e continuou seu caminho.

Camila Karina


0 comentários:

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.