9 de nov de 2009

Algumas doses de realidade para acordar e pisar em terreno desconhecido.

O universo sempre conspira para que eu me encontre com os dois caminhos para escolhas

A decisao é só uma, a particular, a única.

A verdade chegou até mim tão inocentemente, como não recepciona-la?

Parecia sensível e cruel, com uma ternura amarga despejando veracidades

É possivel ter emoção com os pés no chão?

Ela perguntou-me qual era minha opinião sobre seus presentes cortantes. Preferi tomar um copo d’ água antes de responder. A água limpa todos os canais internos do corpo, tinha esperança que limpasse também meus pensamentos.

Não fora eficiente, porém senti-me preparada para responder.

Recebi as coevas notícias, sem titubear, olhando firme. O impacto foi inevitável, era a verdade me visitando, uma honra e uma visita mau quista. Mas ela dizia que precisava me ver, que no fim das contas sempre é mau interpretada e muitos batem as portas em sua cara, a ignoram.

Fiquei surpresa. - Era verdade lamentando o desprezo das pessoas que não a queriam por perto.

Senti uma leve tristeza pela verdade, que parecia tão indefesa e carente de atenção.

Ouvi-a atentamente.

Ela deu-se conta de que eu prestara atenção em todo seu lamento e olhou-me com candura e frisou: “Sou como um xarope ruim para tosse, o inicio é amargo, mas é eficiente na cura dos males da garganta (ou de qualquer outra parte do corpo que eu possa influenciar)”.

E continuou: - As lágrimas seriam o efeito colateral desse xarope, mas eficientes na melhora do amadurecimento de pensamentos e sensações.

Levantou-se calmamente, deixando um rastro, não sei bem explicar de que e foi em direção às portas do vento.

Ela partiu. Mas antes de fechar as portas, (apesar dela já estar um pouco distante), gritei:

- Volte sempre!


Camila Karina

2 comentários:

Marcus disse...

Que ela seja sempre bem vinda

Elaina Rafaela disse...

Sinceros encontros são a vida acontecendo, o resto é tentativa covarde, sobrevida.

Tá bom de publicar um livro.

Vou ler o restante. Um abraço!

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.