14 de jan de 2012

Encha o peito de orgulho por me presentear com silêncio
Encha o peito de orgulho por ignorar minha procura
Encha o peito de orgulho por despejar inimagináveis ofensas 
Encha o peito de orgulho pela distância conveniente  
Respire as consequências de aspirar quando se perde a cabeça 
e não pesa o sentimento
nem sequer um instante


Camila Karina

0 comentários:

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.