21 de jun de 2010

Na luta 
Quem segura seus ânimos?
Quem não se torna insano?
Quem não se torna anjo e demônio?
De conciliador a opositor
Quem não excede limites?
Fica sem filtros, requintes
Na luta pelo amor
Nenhum dia é igual
Nada parece normal
Me elevo, me abaixo
Deixo esta força ascender 
Queimar o fogo
Alastrar labaredas 
A lida é diária
Diante da natureza morta e sem cor
Sou uma incendiária 

Camila Karina

1 comentários:

Bruna Antunes disse...

tu sempre incendiou por onde passou =p

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.