2 de abr de 2011

Neutro
Nem eu
Nem tu
A neutralidade
não tem tom
Soa no vazio
Ninguém
Nenhum


Camila Karina

1 comentários:

Leone Rocha disse...

"Soa no vazio".

Frases assim são tocantes. Parece que teus poemas estão um pouco mais abstratos. Isso é legal. Mas às vezes eu percebo uma certa inocência neles. Bem sabes, temos preconceitos com a inocência. "Seja maduro", diz todo mundo.

No mais, não custa nada enfatizar a tranquilidade que passar por aqui me traz.

Beijo.

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.