21 de nov de 2011

A vida que parece inerte por variáveis momentos, nos proporciona o resgate. A ajuda voluntária de algo, alguém. Resgatamos coisas, pessoas e lembranças para nosso próprio bem, para o bem alheio. Somos heróis do resgate do outro e de nós mesmos. Não basta apenas ser salvo, mas é preciso ser resgatado. Trazido de volta para o próprio lugar, que, sem perceber saímos do trilho como experimento, sobrevivência e por fim, o resgate. Só do que importa. 

Camila Karina

0 comentários:

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.