9 de mar de 2010

"Dar tempo ao tempo,
o tempo é que manda
o tempo é o parceiro que está
a jogar do outro lado da mesa,
e tem nas mãos todas as cartas do baralho,
a nós compete-nos inventar os encartes com a vida..."

José Saramago

3 comentários:

Fausto Suzuki disse...

A relatividade do tempo é o seu ponto fraco. Através dela, podemos fazer com que ele olhe pra trás procurando um elefante rosa, ou qualquer outra mentira descabida nossa, pra pegar esse baralho, e mandar no jogo... mesmo que só por um mísero e parco... tempo.
Mas é aí que, mesmo naquela de que "o que é bom dura pouco", fazer do tempo curto o melhor possível.

Kiara Guedes disse...

O tempo tem mesmo seus segredos e não os revela nem mesmo passado ele, o tempo.
Abraços, meus.

Paralelos do Cotidiano disse...

Como diz Júlio Cortazar, "com o tempo, no jogo da vida, não sei se já sou o jogo ou as cartas".

Beijo Fauto e Kiara

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.