8 de ago de 2010

Entendo que não entendas
nem eu entendo
é tanto entendo
que não compreendo
procurar entender demais
as vezes é um problema
há outras formas
que você compreenda
um simples gesto ou olhar
faz com que a gente se entenda

Camila Karina

4 comentários:

Tel disse...

Entendo. Ou será que não?
Tell

Planeta Melancolia disse...

Não tenha medo

Lúcio disse...

Nesse poema cabem exclamações, afinal compreender e ser compreendido é uma incognita; uma dúvida; uma mensagem truncada.
Compreensão é um exercício !
Tô tentando.
Beijos.

Elton Tavares disse...

Adorei Camila. O Lúcio disse tudo aí em cima, tb tô tentando.

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.