5 de mai de 2010

Pensamos erroneamente que
Somente a nós
Cabe apontar
Um ponto
No ponto
Que existe o desacordo
Em vários (pro) nomes de tratamento
De nossa desaprovação
As vezes não sabemos olhar
Encontrar
Apontar
Nosso próprio ponto
De análise
Uma conversa particular
E de fato
Existe o ponto
O elo de um encontro
Que nos impusione a mudar

Camila Karina

3 comentários:

Genny LiMo disse...

Apontar é fácil,
Dificil é reconstruir
O objeto apontado erronêamente.



;x~


Um lindo poema, com versos ditosos. Boa noite Moça! ^^

Danubia Vilhena disse...

Lindíssimo.. sem palavras... recolho-me a ler e reler..

AMApáZÔNIA disse...

maravilhas da subjetividade auto-avaliadora

Pensaram por aqui

 

Copyright 2010 Paralelos do Cotidiano.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.